quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

O chororô do ex-prefeito

Acabei de ler no Globo Online: o prefeito caiu no choro ao se despedir do mandato. Ao ver a notícia só consegui pensar no Zé Simão: esse é mesmo o país da piada pronta, minha gente! Porque todos nós, eleitores, graças a Deus temos uma música que exprime tudo o que queremos dizer ao alcaide. Segue aí

Chora!
Não vou ligar, Não vou ligar!
Chegou a hora
Vais me pagar
Pode chorar Pode chorar
Mas chora!
Chora! Não vou ligar, não vou ligar!
Chegou a hora
Vais me pagar
Pode chorar
Pode chorar...
É, o teu castigo
Brigou comigo
Sem ter porquê.
Eu vou festejar
Vou festejar!
O teu sofrer
O teu penar...
Você pagou com traição A quem sempre Lhe deu a mão...

6 comentários:

Joel disse...

Oi Bárbara, acompanho vc pelo Salto para o Futuro e qual foi minha agradável surpresa ao descobrir que vc tem um blog. Além daquele ar professoral e de todo aquele charme ainda por cima é dona de um humor refinado. Tive a paciência de ler quase todos os seus textos e curti muito. Agora a pergunta que fica no ar é a seguinte: quando poderemos vê-la de corpo inteiro longe da proteção daquela bancada??

Sabe como é homem, né? Agora só falta conferir, como todo o respeito, esse corpitcho que Deus lhe deu.

Feliz 2009!!

Flávio

Bárbara Pereira disse...

Caro Joel/Flávio,

obrigada pela audiência lá no Salto. Entretanto, esse aqui é um espaço pessoal, não tem nada a ver com o programa. Aqui escrevo pensatas e observações sobre a vida. Por isso, obrigada por sugerir mais um tema para um post: homens que idealizam as apresentadoras atrás das bancadas. Acho que dá uma ótima análise com direito a Freud e Lacan juntos.

Saudações e feliz 2009!

Observação:seria legal se vc disponibilizasse seu perfil para que todos os 17 leitores desse blog possam saber mais sobre você e, afinal, descobrir se você é Joel ou Flávio.

Flávio disse...

Meu nome é Flávio, agora está correto. Sou paulistano e professor de Matemática, por isso assisto ao Salto, apesar de achar a maioria dos temas debatidos, fora da realidade e do cotidiano do professor. Bom, mas isso não vem ao caso. Isso não é assunto para ser tratado aqui.

Fico feliz por,de forma involuntária, te dar idéia de mais um tema que, aliás, seria muito interessante de ler sua opinião. E se isso for lhe ajudar, saiba vc que participo de um fórum temático de internet, voltado para o público masculino, digamos assim, em que um dos tópicos versa exatamente sobre jornalistas, protegidas por suas bancadas, para desespero dos homens. Elas fazem mais sucesso que a mulher melancia, pode ter certeza disso, sem precisar expor nenhum tipo de fruta na feira, a galera só fica na torcida.

Bárbara, vc tem a alma de cronista, tem o dom pra coisa. Tudo leva a crer que logo, logo escreverá um livro de crônicas.

Abraço

isabella saes disse...

Perfeito para o ex-prefeito!!! Adorei!! Beijos.

p.s: acho que seu encontro com Marília lhe fez um bem danado... hehehe...

Bárbara Pereira disse...

Flávio: o universo masculino é realmente muito curioso. Não conheço nenhuma mulher que participe de forum para debater como seria o Bonner ou o Heraldo Pereira por trás da bancada. A frase desse blog resume tudo "A vida é muito mais Almodóvar do que a gente imagina!
A propósito, obrigada por considerar meus textos como crônicas. Quem sabe não descubro outros dons aqui no mundo virtual?

Bárbara Pereira disse...

Belíssima,

Marília é realmente uma inspiração.

Beijos,