terça-feira, 3 de março de 2009

Conversa de camarim

Setor de maquiagem lotado. Muitas mulheres sinônimo de muita bobagem, é claro. O assunto girava em torno de uma brincadeira que uma jovem e linda apresentadora fazia: a brincadeira de encher o trem. Explico: ela contava que se houvesse um trem com destino direto para a P.Q.P. os vagões seriam preenchidos de acordo com o grau de "malice" de cada passageiro. A ordem era mais ou menos assim:

Mala em grau alto: vagão número um
Mala em grau quase alto: vagão dois

E a ordem ia assim até chegar o último vagão com aquelas pessoas chatinhas, mas nem tão malas assim. O disse-me-disse foi grande, afinal fizemos listas e mais listas com os chatos da música, da televisão e, como não poderia ser diferente, com os "colegas" de trabalho. E assim passamos a manhã: nos divertindo e fazendo terapia em grupo.

Mas confesso que minha conclusão apocalíptica não me fez muito bem. Se eu for fazer essa composição funcionar de verdade rumo à P.Q.P., acho que encho um trem igualzinho aos que saem da Central direto para Japeri.

5 comentários:

Sergio Brandão disse...

Acho que eu também iria lotar este comboio... rs Ia ter que ir gente até na cabine do maquinista...
E, mudando de assunto, era "Ana Carolina" a celebridade mala citada lá no blog??? Bjs.

Bárbara Pereira disse...

Sérgio,

pode crer! Eu tenho horror a essa senhoura...rs

quanto ao trem, noós dois sabemos quem seria o(a) maquinista....

Bjs

isabella saes disse...

Ih, menina, tô doida pra empurrar um montão de gente pro vagão número 1!!! Sai desse corpo que não te pertence! Beijos.

p.s: fiz matrícula toda animada no curso de contos do seu amigo e não é que ele cancelou tudo na última hora?! fiquei tão desamparada... hehehe...

Bárbara Pereira disse...

Belíssima,

o nosso trem se renova a cada dia...rs

Vou dar um chega pra lá nesse cara... Que curso é esse?

Bjs

isabella disse...

Do Marcelo Moutinho!